Os motivos para isso são variados. É uma cobrança hoje do mercado de trabalho que os homens estejam com uma aparência sempre saudável e chega a ser pré-requisito para contratações em algumas empresas. "Para competir na vida hoje em dia, o homem tem que estar bem", disse Valéria Leal, cirurgiã plástica e dermatologista responsável pela Clínica Cidade Jardim em São Paulo. "Homens sempre foram vaidosos e agora as técnicas de tratamentos estéticos estão ficando mais acessíveis e com maior divulgação."

 

De certa maneira a vaidade está intimamente ligada ao bem-estar. Você pode estar satisfeito com sua vida profissional, posses e relacionamento afetivo, mas se perde o sono porque sua barriga é aparente demais ou seu traseiro mais se parece com uma TV 29 polegadas, então algo está faltando. Segundo a especialista, ser vaidoso é ter coragem de cuidar de si mesmo. Além disso, uma barreira vencida também foi a do preconceito. "O heterossexual se desinibiu bastante, abandonando a ideia de que só o público gay se preocupa com a estética. Independente da orientação sexual, ele pode se cuidar", disse o cirurgião plástico e nutrologista Mario Warde.

 

Um dos tratamentos não invasivos que tem visto mais e mais machos de plantão aderirem é a aplicação da toxina botulínica no rosto para eliminação de rugas indesejadas. Acontece que mesmo esse procedimento exige alguns cuidados do paciente. Primeiramente deve ser feito única e exclusivamente por médicos especializados como cirurgiões plásticos e dermatologistas nunca por esteticistas, fisioterapeutas ou enfermeiras, já que exige um conhecimento enorme de anatomia facial. Além disso, a Anvisa só liberou no Brasil três tipos da toxina: a americana Botox, a chinesa Prosigne e a européia Dysport. Aplicar uma toxina não regulamentada ou de procedência duvidosa pode incorrer em danos nos músculos faciais e, embora sua ação acabe em até 6 meses, o transtorno pode ser enorme

 

Outro tratamento para eliminação de gordura localizada na região abdominal em homens é o medicamente francês Abdoliance. No Brasil, ele é encontrado apenas em farmácias de manipulação e produzido mediante receita médica. Só pode ser usado por homens já que necessita de testosterona para agir. Em forma de creme, deve ser aplicado duas vezes ao dia na região do abdômen por um período de três a seis meses para uma ação eficaz, isso se o paciente seguir o tratamento à risca.
 

Procedimentos cirúrgicos como último caso
 

 

O Brasil é o segundo país com maior número absoluto de academias segundo relatório 2009 da IHRSA (International Health, Racquet & Sportsclub Association). O mesmo report mostra que apesar desta marca, apenas 2,2% da população brasileira freqüenta esses locais. Para se ter uma idéia, na Argentina esse índice é de 3,2%, nos EUA 16%, na Espanha 16,59%, na Inglaterra 11,86% e até países com invernos rigorosos como Noruega (11,91%) e Finlândia (10,50%), estão à nossa frente. Obviamente que o número representa alunos de academias e não contempla atividades em parques, praias, escolas e locais abertos.

 

Ao mesmo tempo, somos o vice-campeão em quantidade de cirurgias estéticas no planeta, perdendo apenas para os Estados Unidos. A pergunta que fica é: será que somos um país onde as pessoas preferem passar por uma invasão cirúrgica a suar seus quilos extras na esteira? Queremos soluções instantâneas sem esforço?

A médica Valéria acredita que se isso acontece muito graças a médicos que aceitam lipoaspirar um paciente que está 15 ou 20 quilos acima do peso ideal e complementa: "Um médico, antes de qualquer coisa, tem de estimular uma vida saudável. A lipoaspiração vai ajudar, mas não é definitiva. No pós-operatorio, que dura em torno de 30 dias, a pessoa não pode praticar exercícios. Se ela come compulsivamente é muito provável que engorde de novo apenas neste mês de repouso".

POSTADO POR: Administrador ÀS 15:04


MARCADORES: Procedimento

 

1. Postura 
A postura errada é um dos principais causadores da indesejada barriguinha. Portanto, antes de entrar naquela dieta maluca, perceba se está tudo certo com a sua coluna. Segundo oDr. Alexandre Fogaça Cristante, ortopedista do Hospital Sírio Libanês (SP), existem três principais alterações de postura: a escoliose, quando seu corpo se estica de um lado e se dobra de outro; a cifose, que causa corcunda; e a lordose; quando seu bumbum se empina para trás. “Esses vícios de postura devem ser corrigidos com atividades físicas que promovam o fortalecimento da musculatura abdominal e da coluna e, em casos mais sérios, com acompanhamento de fisioterapia e RPG (Reeducação Postural Global)”, aconselha. 

2. Retenção de líquido 
Outro fator que contribui para a impressão de excesso de barriga é a retenção de líquido que, de acordo com Bruno Pereira, professor da SmartFit (SP), diminui a definição muscular. Esse problema pode ser resolvido com o aumento da ingestão de água e de alimentos que possuam a água em sua composição, como a melancia. Além disso, evite passar longos períodos sentados na mesma posição, praticar exercícios físicos e evitar a ingestão de bebidas que desidratam, como chá, café e álcool, também ajudam a evitar esse problema. 

3. Alimentação inadequada 
Outro fator essencial é a alimentação que, como lembra Bruno, interfere diretamente na definição do abdômen. Certos alimentos acumulam gordura exatamente na região da barriga e da cintura, como a batata e o ovo fritos, a manteiga e até mesmo o biscoito recheado. Além disso, tome cuidado com alimentos como feijão, couve e brócolis, que, em algumas mulheres, provocam prisão de ventre e fazem com que a barriga estufe. “Com uma dieta regrada, o percentual de gordura corporal se mantém baixo e os ‘gominhos’ aparecem”, assegura Bruno. 

4. Exercícios errados 
Outro problema comum é a prática incorreta dos exercícios físicos. “Para garantir uma barriga sarada, você precisa baixar o percentual de gordura, somando músculos fortes e pouca gordura”, explica Bruno. Por isso, segundo o professor, você deve fazer exercícios aeróbicos para, então, somá-los a uma rotina de exercícios com peso e treinos de musculação na região.
 
Bruno lembra ainda que não existe um plano de treinamento perfeito para alcançar a tão sonhada barriga. “Cada pessoa precisa de uma abordagem diferente para atingir esse objetivo. Mulheres com percentual de gordura mais alto, por exemplo, deverão se concentrar em diminuí-lo primeiro, com dieta rigorosa e exercícios aeróbicos. Já as mais magras, mas sem definição, devem manter o foco nos treinos de musculação”, conclui.

POSTADO POR: Administrador ÀS 16:34


MARCADORES: Saiba Mais

A promessa é tentadora: basta ingerir um pozinho gostoso diluído em água para tornar os resultados dos exercícios (bem) mais eficazes e, assim, conquistar um corpo magro e definido. Por isso, o Whey Protein, nome comercial usado para batizar um composto de proteínas extraído do soro do leite, tornou-se o suplemento mais famoso no mundo das academias durante a última década – e fez muita gente partir para as lojas especializadas a fim de garantir a sua embalagem. Mas quais são os reais ganhos oferecidos pelo produto? De acordo com os especialistas, não há dúvidas de que ele pode, sim, proporcionar muitos benefícios para quem tem o hábito de suar a camisa, especialmente se o objetivo principal for ganhar massa muscular. Por outro lado, o consumo por conta própria pode trazer sérios riscos, comprometendo o funcionamento do fígado e dos rins.

 

1 – RISCOS AO ORGANISMO
Consumir oWhey por conta própria costuma não render tantos benefícios quanto quando se tem orientação profissional. Mas não é só isso: o uso indevido pode acarretar em uma série de riscos à saúde. Quem tem problemas no coração, nos rins ou no fígado precisa de um acompanhamento ainda mais sério, pois o suplemento usado sem a indicação correta ou em doses muito grandes pode sobrecarregar esses órgãos e comprometer seu funcionamento. O mesmo alerta vale para os diabéticos e os intolerantes à lactose. Nesse último caso, é possível experimentar a versão hidrolisada do Whey, que não temo açúcar do leite na formulação. Em um panorama, digamos, mais otimista, o principal prejuízo do uso indevido do produto é engordar. “Se uma pessoa ingerir uma quantidade de energia maior do que a soma de calorias consumida pelo seu metabolismo e pela prática de atividades físicas, vai ganhar peso, mesmo que esse excesso venha do suplemento”, explica o fisiologista do exercício Sergio Garcia Stella, de Ribeirão Preto (SP). “Por essa razão, ele só deve fazer parte da dieta de quem gasta mais do que ingere.”

 

2 – PARA QUEM É INDICADO
O Whey é recomendado para praticantes de modalidades intensas e de força, como musculação ou corridas curtas. É válido também para os adeptos do pilates, que foca a definição. No entanto, pegar pesado no treino não faz da pessoa uma candidata ao uso do Whey. Especialistas avisam que quem mantém uma dieta equilibrada, com todos os nutrientes diários necessários - proteínas, carboidratos, minerais e vitaminas—não precisa do suplemento para turbinar a silhueta. E também não adianta tomar Whey se você não malha. O único ganho será de peso e não de massa magra, já que uma colher de sopa do produto tem cerca de 120 calorias (são usadas duas medidas dessas por dia).

 

3 - POLÊMICA
A popularidade do produto, disseminado nas academias e pelas blogueiras de fitness, chamou a atenção dos órgãos reguladores e de comerciantes. Duas análises recentes alertaram os consumidores.O primeiro caso ocorreu em Londrina (PR), quando o proprietário da loja Atacado do Suplemento enviou 28 marcas para serem avaliadas em um laboratório. E o resultado foi alarmante: 53%das amostras apresentavam valores muito diferentes dos descritos no rótulo (continham porções menores de proteína ou maiores de carboidrato), apesar de todos serem certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em seguida, veio o segundo alerta: a própria agência realizou uma investigação que a levou a proibir a venda de 20 marcas após confirmar que as doses de proteína e carboidrato também não eram as mesmas das embalagens. Segundo especialistas, a informação incorreta atrapalha o cálculo da quantidade a ser consumida. Ou seja, reduz a eficácia e compromete a saúde do atleta.

POSTADO POR: Administrador ÀS 16:26


MARCADORES: Saiba Mais

 

No programa, exibido todas as terças-feiras às 22h no canal GNT, Bela oferece opções criativas e saborosas para diminuir a ingestão exagerada de açúcar, fritura e sal. 

A chefe, formada pela Hunter College, em Nova York, também tem um blog (http://www.belagil.com/) para mostrar suas receitas elaboradas com boas opções de ingredientes. Por isso, se você ainda não conseguiu começar seu processo de reeducação alimentar, confira quatro receitas oferecidas pela chefe e nutricionista para ajudá-la a dar os primeiros passos:

 

Quibe vegetariano

Ingredientes
250g de trigo para quibe (no programa, Bela chama de triguilho) 
1 copo de bagaço de amêndoas 
2 cenouras raladas finas 
1 cebola média cortada em cubos pequenos 
1 copo de hortelã picada 
4 col. (sopa) de shoyu 
Azeite 
1 limão 
Sal e pimenta do reino 

Modo de preparo Coloque o trigo de molho em uma bacia com bastante água por aproximadamente uma hora. Esprema o trigo com as mãos até sair toda a água. Acrescente o bagaço das amêndoas e coloque a cenoura, a cebola e a hortelã. Tempere com shoyu, azeite, limão, sal e pimenta do reino. Monte bolinhos em formato de quibe e coloque-os em um tabuleiro untado com azeite. Asse em forno a 220º C por aproximadamente 30 minutos.

 

 

Torta de goiaba

Ingredientes

Massa
2 copos de aveia batida no liquidificador 
2 col. (sopa) de óleo de coco 
2 col. (sopa) de azeite 
4 col. (sopa) de melado de cana 
1 col. (sobremesa) de chia triturada 

Recheio
1 copo de castanha de caju crua (deixada de molho por no mínimo 4 horas) 
4 col. (sopa) de melado de cana 
Suco de um limão 
2 goiabas vermelhas, lavas e cortadas com a casca. 

Modo de preparo
Massa Pré aqueça o forno à 180º C. Misture todos os ingredientes da massa e espalhe em uma forma ou pirex redondo com borda. Leve ao forno por 10 minutos ou até que as bordas fiquem douradas. Deixe esfriar. 

Recheio Coloque todos os ingredientes do recheio no liquidificador e bata até virar um creme bem homogêneo (de três a cinco minutos). Coloque o creme sobre a massa já assada e leve ao congelador por três horas. Depois passe para a geladeira. 

Sugestão: enfeite com fatias de goiaba em cima.

POSTADO POR: Administrador ÀS 11:39


MARCADORES: Receitas

Categoria
  • - Beneficio do alimento
  • - exercicios
  • - dieta
  • - Serviços
  • - Saiba Mais
  • - Procedimento
  • - Receitas
  • - Convite
  • - Depilação Definitiva
  • - Rejuvenescimento
  • - Promoções
  • - REDUÇÃO DE MEDIDAS
Espaço Derma
no Facebook
HORÁRIOS DE ATENDIMENTOS

08h às 12h/ 14h às 19h

 

Goiânia

Av. T-63, Edifício New World - Salas 915 e 916

62. 3932.8717 | 8121.9424
espacodermagyn@gmail.com