Elas ainda podem ser consideradas uma novidade por aqui, mas as bebidas vegetais começam a ser encontradas com relativa facilidade em grandes redes de supermercado e lojas de produtos naturais. Apesar de o preço ainda não ser dos mais convidativos, já são uma tendência nos consultórios de nutrição esportiva e funcional. “Seja qual for o vegetal de que são produzidas, têm melhor digestão do que o leite de vaca, que pode prender o intestino, aumentar a distensão abdominal e causar gases até em mulheres saudáveis. Por isso, recomendo um rodízio entre o leite e esses extratos mesmo para quem não tem alergia ou intolerância à versão animal”, diz a nutricionista Vanderlí Marchiori, de São Paulo, vice-presidente da Associação Paulista de Fitoterapia (Apfit). Em tempo: bebidas ou extratos vegetais não podem ser chamados de leite porque, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), essa denominação é exclusiva do alimento extraído de animais.

 

Legislação à parte, o maior acesso aos extratos vegetais tem agradado os especialistas. E não poderia ser diferente. “Há uma década, a bebida de soja era a única opção que tínhamos para ajudar pessoas com intolerância ou alergia ao leite de vaca – o que, dependendo do caso, não era uma solução, já que a proteína da soja também é alergênica, principalmente se ela for transgênica”, diz a nutricionista funcional Andrezza Botelho, de São Paulo. “Hoje, porém, existem as bebidas de soja orgânica, mais saudáveis”, completa a nutricionista Nayara Massunaga, do departamento científico da VP Consultoria Nutricional, em São Paulo. Conheça o poder das bebidas vegetais:

 

Bebida de arroz

Depois da de soja, costuma ser a mais em conta e fácil de encontrar. E as vantagens não param por aí: por ser rica em carboidrato e livre de lactose, colesterol e de uma proteína chamada caseína, dificilmente causa alergia, tem fácil digestão e não provoca desconfortos gástricos. ''A bebida ainda reduz os índices de inflamação do organismo, o que favorece a eliminação de gordura, e é uma ótima pedida para tomar antes do treino, pois contém vitaminas do complexo B que participam do processo de geração de energia'', diz a nutricionista Pâmela Miguel. 

Paladar: A textura é rala e tem o sabor característico do arroz. 

Consumo: Pode ser puro, misturado com café ou batido no liquidificador com nozes, amêndoa ou castanhas, se quiser ingerir mais proteína, ou com cacau a 70% ou frutas vermelhas, para obter antioxidantes. Existem opções industrializadas enriquecidas com amêndoa, avelã e outras oleaginosas. 

Faça em casa: Em uma panela, coloque 2 ½ litros de água, 2 xícaras (chá) de arroz sem lavar, uma pitada de sal e leve ao fogo por 15 minutos. Depois, bata tudo no liquidificador rapidamente, apenas para quebrar os grãos, e passe a mistura numa peneira fina para extrair apenas o líquido. Rende 5 copos.

 

Bebida de soja

É ótima para quem malha. ''Essa é uma das bebidas vegetais que contêm maior quantidade de proteína de boa qualidade, nutriente essencial para o ganho de músculos e para o fortalecimento do sistema imunológico, que se cair pode levar junto sua massa magra'', lembra a nutricionista Pâmela Miguel. Tem ainda as vitaminas do complexo B, que ajudam a gerar energia e disposição, antioxidantes e baixo teor de gordura. ''Deve maneirar no consumo de soja ou pelo menos fazer um rodízio com outras bebidas vegetais quem tem alterações na tireoide e problemas de absorção dos nutrientes, em especial ferro, zinco e cálcio'', completa a especialista. 

Paladar: É intenso e encorpado. 

Consumo: Faz o casamento perfeito com frutas e cereais matinais. 

Faça em casa: Em uma panela, cozinhe 1 xícara (chá) de soja com água por 5 minutos. Escorra o líquido, lave os grãos com água fria e deixe-os de molho por 8 horas. Depois, lave-os novamente em água corrente, bata bem no liquidificador com 5 xícaras (chá) de água filtrada e coe num pano limpo. Coloque o líquido numa panela e cozinhe em fogo baixo por 25 minutos, mexendo de vez em quando para não transbordar. Se quiser, adicione essência de baunilha, canela em pau ou cravo a gosto. Rende 4 copos.

 

Bebida de amêndoas

Queridinha das malhadoras, contém magnésio e cálcio, importantes para a saúde dos ossos e para o processo de contração muscular; vitaminas do complexo B, que participam da produção de energia e melhoram a disposição para o exercício; e gorduras monoinsaturadas. Destaque também para a arginina. ''Esse aminoácido dilata os vasos e melhora a circulação sanguínea, o que não só ajuda no combate à celulite como também garante que mais oxigênio e nutrientes cheguem aos músculos, favorecendo o desempenho físico no treino e a recuperação'', explica Pâmela Miguel. Outras opções são as bebidas à base de avelã e de castanha-do-pará. 

Paladar: É uma das bebidas vegetais mais gostosas, cremosas e adocicadas. 

Consumo: Vai bem com café e cereal. ''Se acrescentar 1 colher de sopa de farinha de coco, você melhora ainda mais a oferta de fibras e torna a bebida perfeita para reduzir o índice glicêmico da refeição'', ensina Lucianna Jardim. 

Faça em casa: Coloque 1 ½ xícara (chá) de amêndoas de molho em 4 xícaras (chá) de água durante 12 horas. Depois, jogue o líquido fora, bata bem as amêndoas no liquidificador e peneire no coador ou filtro de pano. Rende 2 copos. ''Use o bagaço para rechear a tapioca ou fazer uma pastinha, acrescentando sal, ervas e um fio de azeite'', sugere a nutricionista.

POSTADO POR: Administrador ÀS 12:56


MARCADORES: Beneficio do alimento

Categoria
  • - Beneficio do alimento
  • - exercicios
  • - dieta
  • - Serviços
  • - Saiba Mais
  • - Procedimento
  • - Receitas
  • - Convite
  • - Depilação Definitiva
  • - Rejuvenescimento
  • - Promoções
  • - REDUÇÃO DE MEDIDAS
Espaço Derma
no Facebook
HORÁRIOS DE ATENDIMENTOS

08h às 12h/ 14h às 19h

 

Goiânia

Av. T-63, Edifício New World - Salas 915 e 916

62. 3932.8717 | 8121.9424
espacodermagyn@gmail.com